segunda-feira, 4 de julho de 2005

Estrada da discórdia

O trânsito na Camacha tem levantado várias polémicas nos últimos anos. Quanto às condições das estradas, é lógico que assiste o direito de reivindicar que sejam melhoradas... bem precisam... Mas onde nem tudo é assim tão linear é no caso da Estrada Maria Ascensão. Recentemente foram iniciadas as obras de construção do passeio, no troço entre a Escola e o Largo da Achada. Pecando por tardia, não pensei que fosse posto em causa a sua construção, nos moldes em que está a ser.

Explicando, da forma que está a ser feito, o passeio não permite a formação de duas filas de trânsito. Para que pudesse permitir esse desiderato, seria necessário demolir alguns muros de casas particulares e até algumas moradias. As vozes que discordam desta forma, lamentam não existirem as referidas duas filas de trânsito, que eventualmente serão necessárias futuramente. Mas vejamos:

- Para que o passeio fosse construído mantendo as actuais dimensões da estrada seria necessário um investimento deveras superior, dada a necessidade de adquirir, independentemente da forma, as parcelas de terreno necessárias e lembro que algumas casas teriam de ser demolidas.

- Se o futuro desenvolvimento da Vila da Camacha requerer que a estrada tenha essas características, o investimento será justificado nessa altura.

- A Variante à E. R. possibilita o fácil acesso ao Centro da Vila.

Compreendo e aceito as vozes que discordam da forma como o passeio está a ser construído, mas não me parece ser caso para polémicas até porque muitos outros investimentos apresentam maior premência e, esses sim, devem receber os esforços das gentes da Camacha para que sejam realizados.
Enviar um comentário